Catanduva é destaque em ranking de saneamento básico

Destaque
dji00722

Classificada na 23ª posição, Catanduva é destaque em ranking de saneamento básico. A cidade foi analisada na categoria “Grande Porte – Rumo à Universalização” na edição 2019 do ranking da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes), que foi divulgado na última segunda-feira (17).

Na cidade, os serviços alvos de avaliação são de responsabilidade da Saec, a Superintendência de Água e Esgoto de Catanduva.  Para fazer parte do ranking, é necessário ter, no mínimo, 489,00 pontos entre os critérios que são fundamentais para os chamados serviços básicos ao ser humano.

Os setores com pontuação máxima foram tratamento de esgoto e destinação adequada. Neles, Catanduva teve 100 pontos cada. No abastecimento de água e coleta de esgoto também teve números expressivos, garantindo 98,70 pontos nesses dois itens avaliados. A coleta de resíduos sólidos também garantiu pontos positivos para Catanduva – 99,20 no total. A cidade também está na lista dos municípios com plano de saneamento.

No resultado final da pesquisa, Catanduva soma 496,60 pontos e está entre as 33 cidades que aparecem na categoria “Rumo à Universalização”, a mais importante, entre quatro que fazem parte da avaliação. Acima, inclusive, de municípios vizinhos como é o caso de São José do Rio Preto com 490,46 pontos, São Carlos com 491,06 pontos e Araraquara com 492,80 pontos.

Na liderança do ranking está Piracicaba com 500 pontos – resultado de 100 pontos em cada item analisado. Na sequência está Rio Claro, com a mesma pontuação, só que com plano de saneamento em elaboração e em terceiro São Caetano do Sul, também com 500 pontos e com plano de saneamento, assim como Piracicaba.

O ranking é um importante instrumento de avaliação do saneamento básico no Brasil. Ele revela o percentual da população das cidades brasileiras com acesso aos serviços de abastecimento de água, coleta de esgoto e de resíduos sólidos, além de analisar o quanto de esgoto é tratado e se os resíduos sólidos recebem a destinação adequada.

Para a edição 2019 do estudo, fizeram parte do levantamento, 1868 municípios, que representam 68% da população do país e mais de 33% dos municípios brasileiros que passaram informações desse setor ao Sistema Nacional de Informações de Saneamento (SNIS1). Por meio das informações, foi feito o cálculo de cada um dos cinco indicadores utilizados na pesquisa.

Você tambem pode ler!

whatsapp-image-2020-05-27-at-14-40-39

SAEC FÁCIL

A partir de agora, as faturas de água e esgoto da SAEC poderão ser pagas em qualquer instituição financeira

Leia mais...
nota

  A SAEC reafirma seu compromisso de prestar serviço de qualidade. A respeito da cobrança da tarifa de água,

Leia mais...
reciclagem-6

Volume de materiais coletados para reciclagem aumenta na quarentena

A quarentena está refletindo diretamente na quantidade de material que vai para a reciclagem em Catanduva. Com o isolamento

Leia mais...

Mobile Sliding Menu